A festa à volta da iniciativa “COMÉRCIO COM(N) VIDA” está a decorrer com muita animação no centro da Vila Verde, com o espectáculo na Praça de Santo António e os comerciantes e população a aderirem massivamente ao evento, a três dias da Consoada.
Está a actuar o Grupo Verde Canto, com música tradicional, despertando o interesse dos populares, depois da exibição do Rancho Folclórico Vale do Homem ter interpretado vários temas.

Está a actuar o Grupo Verde Canto, com música tradicional, despertando o interesse dos populares, depois da exibição do Rancho Folclórico Vale do Homem ter interpretado vários temas.
Estão a ser distribuídas prendas a todos os espectadores e decorre uma prova de bolo-rei que atraiu também muita gente de Vila Verde. José Morais, o presidente da AEVIVER – Associação Empresarial de Vila Verde afirmou-nos «estar muito satisfeito com esta grande adesão popular aos festejos e às compras no comércio de Vila Verde, não só no centro da vila, como em outras localidades do concelho onde existem comerciantes muito dinâmicos».
A iniciativa que está a dinamizar Vila Verde durante os últimos dias é da Associação Empresarial de Vila Verde (AEVIVER), em parceria com a Câmara Municipal de Vila Verde. Colaboram nestes eventos a Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), a Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde, o Centro Social de Vale do Homem, a União de Freguesias de Vila Verde e Barbudo e a Junta de Freguesia da Vila de Prado, além do Vilaverdense Futebol Clube, do Grupo Desportivo de Prado e da CLAS – Rede Social.

A criação do Conselho Consultivo e da figura do Director-Geral foram propostas que os sócios da Associação Empresarial de Vila Verde – AEVIVER aprovaram no início da corrente semana, na reunião geral ordinária de associados, que decorreu nas instalações do IEMInho, em Soutelo-Vila Verde. Durante a mesma assembleia, liderada pelo presidente do órgão - João Luís Nogueira – foram ainda aprovados o Plano de Actividades e Orçamento para 2015, que tem como principais pontos a salientar o lançamento do “Diretório Online” de empresas por sector de atividade e publicação dessa informação no site da AEViver como forma de ajudar na promoção das mesmas; a formalização de candidatura própria a fundos comunitários e apoiar empresas que pretendam candidatar-se a esses fundos e sessões informativas sobre o novo quadro comunitário de apoio; Prosseguir as diligências junto da Portugal Telecom para instalação de rede de fibra ótica em todos os Parques Empresariais; Prosseguir com as diligências junto do Governo para melhoria de infraestruturas rodoviárias de acesso aos Parques Empresariais; entre outros pontos.

«O plano de atividades para o ano de 2015 tem por base os seguintes objectivos: Dotar as empresas de melhores meios que lhes permitam tornarem-se mais competitivas; Promover atividades que visem a criação de mais empregos; Desenvolver estratégias de aproximação entre as instituições de ensino e o mundo de trabalho; Proporcionar formação qualificada aos ativos das empresas; Desenvolver atividades que potenciem o comércio tradicional, especialmente nas épocas festivas; Apoiar a internacionalização das empresas», destacou o presidente da AEVIVER, José Morais, no decurso da apresentação do documento aos sócios presentes. Entre os pontos e objectivos delineados no Plano da associação empresarial de Vila Verde para 2015 destaca-se ainda a formalização do protocolo de cooperação com a Católica Business School, que vise acesso gratuito a formações para quadros superiores e de gestão das empresas. A este nível, o organismo aponta ainda o reforço dos protocolos já formalizados com a Escola Profissional Amar Terra Verde, Escola Secundária e com os Agrupamentos de Escolas, «no sentido de apoiar e colaborar na colocação de alunos estagiários nas empresas associadas, mas também realizar atividades que aproximem os alunos da realidade das empresas». 

Também está em plano a repetição, «em moldes ainda mais reforçados», de actividades de animação/divulgação e atracção do comércio local “Comércio com Vida!” – Concursos de Montras da Páscoa, Santos Populares e Natal e actividades de animação Santos Populares e Natal, entre outras. Além da realização de “Missões Empresariais” a Angola, Espanha e França.

ALTERAÇÕES ESTATUTÁRIAS 

À margem do Plano de Actividades e Orçamento para 2015, a assembleia-geral de associados da AEVIVER aprovou algumas alterações estatutárias. Destaque para a aprovação da adaptação dos estatutos à actual direção: 1 presidente e 3 vice-presidentes, bem como a criação da figura do director-geral. A formalização da criação do Conselho Consultivo, órgão de consulta e aconselhamento da direcção, que – ao que apurámos – será presidido pelo Director-Executivo da ATAHCA, Mota Alves, e será formalmente empossado durante o primeiro trimestre de 2015.

Os sócios da AEVIVER – Associação Empresarial de Vila Verde são convocados para a Assembleia-Geral Ordinária do próximo dia 22 de Dezembro de 2014, às 18h00, no Edifício IEMinho, em Soutelo. A discussão e aprovação do Plano de Atividades e Orçamento e a alteração aos estatutos são dois dos pontos da ordem de trabalhos. Os associados também serão chamados a deliberar sobre a criação da figura do diretor geral e do Conselho Consultivo, entre outros temas de índole 

A Associação Empresaria de Vila Verde (AEVIVER) promoveu esta noite de segunda feira, nas instalações do Instituto Empresarial do Minho (IEMinho), uma sessão de esclarecimento quanto aos futuros apoios comunitários 2020. António Marques, da Associação Industrial do Minho (AIMinho), António Vilela, edil de Vila Verde, e Mota Alves, da ATHACA, foram os convidados.

"As regras ainda podem mudar até 14 de fevereiro". Esta foi uma das conclusões dos três moderadores convidados que perspetivam um novo quadro de apoio comunitário mais do lado dos privados e menos público. "Este será um quadro comunitário de apoio à economia e à inclusão social. Vai deixar de lado os grandes investimentos públicos", disse António Marques, presidente da AIMinho.

Mota Alves, que desvendou que os apoios que aí vêm, e apesar de definidos, apenas podem chegar para o ano após aprovação das candidaturas, visam muito a agricultura. "Principalmente apoios a micro empresas", disse o presidente da direção da ATHACA, que acredita que os territórios rurais até podem tirar partido, com sucesso, desde novo QREN.

Para o edil de Vila Verde, e tendo e tendo em conta uma União Europeia mais do lado dos privados, anunciou a criação de um gabinete de apoio a projetos e a empresas que necessitem de orientação nas candidaturas. "Não nos queremos substituir, mas estaremos disponível para ajudar todos interessados em receber orientação estratégica nas candidaturas", afirmou António Vilela.

A sessão encheu por completo o auditório da IEMinho, onde os associados da AEVIVER não quiseram faltar à sessão de esclarecimento. 

Na sessão de apresentação do projecto “Natal: Comércio Com(n)vida! – Vila Verde tem! Compre cá…”, o presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, garantiu que espera que seja possível «mostrar as características do empreendedorismo local». O autarca considerou que tem havido uma «adesão muito interessante» ao projecto e que esta iniciativa pretende ter a maior diversidade comercial possível. «Temos procurado desenvolver acções que contribuam para dar a conhecer Vila Verde de forma positiva», disse o autarca.

Entre 15 e 24 de Dezembro, vão ser promovidas diversas actividades que, segundo a organização, visam «gerar novas e maiores dinâmicas comerciais» não só na sede do concelho mas também noutros núcleos, como Pico de Regalados, Ribeira do Neiva ou Cervães. Entre as acções, encontram-se a iluminação e decoração dos principais pontos do concelho, um concurso de montras de Natal – que tem já 80 estabelecimentos comerciais aderentes –, um comboio natalício, descontos especiais, exposição de doces e sabores de Vila Verde, fotografias com o Pai Natal e ainda uma angariação de bens com fins solidários. 

Para o dia 21 de Dezembro, está marcada a Festa de Natal/Festa da Família, onde haverá sorteios, brindes, rastreios gratuitos, exposição de um bolo-rei gigante da “Doçaria de Vila Verde” e animação musical, entre outras actividades. O concurso de montras de Natal decorrerá entre o dia 15 de Dezembro e o dia 9 de Janeiro, havendo prémios para as três melhores decorações.

O projecto “Natal: Comércio Com(n)vida! – Vila Verde tem! Compre cá…” é dinamizado pela Associação Empresarial de Vila Verde (AEVIVER) e pelo Município de Vila Verde, em parceria com diversos agentes de desenvolvimento local e regional.